• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Domingo, 16 Junho 2024    •      Directora: Inês Vidal; Director-adjunto: João Carlos Lopes    •      Estatuto Editorial    •      História do JT
   Pesquisar...
Qua.
 22° / 15°
Céu nublado com chuva fraca
Ter.
 23° / 16°
Períodos nublados com chuva moderada
Seg.
 27° / 15°
Céu nublado com chuva fraca
Torres Novas
Hoje  26° / 13°
Períodos nublados
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Gerações de traidores - acácio gouveia

Opinião  »  2024-05-25  »  Acácio Gouveia

“Antigamente, quando o vale do Kusun estava coberto de floresta, havia ali muitas martas-zibelinas. Agora é desértico.”

Vladimir Arseniev in ´Dersu Uzala

 As acções dos jovens activistas que protestam contra as alterações climatéricas estão na ordem do dia. Contrastam com as iniciativas do passado dia da Terra, quando crianças foram levadas em manifestações totalmente inócuas, toleradas, ou mesmo incentivadas pela hipocrisia reinante. Hipocrisia das gerações que detêm o poder e se recusam teimosamente a enveredar por políticas realistas que afastem o cenário de catástrofe sem antecedentes na História da Humanidade. Os hipócritas têm muitas faces: políticos de variados quadrantes, CEO de grandes grupos económicos, comentadores, dirigentes sindicais, confederações profissionais, etc.

Em 1633, Galileu foi condenado pela Santa Inquisição por espalhar a “mentira” do heliocentrismo. Contudo, a Terra continuou imperturbável a girar em torno do astro-rei. Na sequência da publicação da “Origem das Espécies”, em 1859, Darwin foi acusado pela Igreja Anglicana de ateísmo militante. Porém, os trabalhos de Mendel e a posterior descoberta de Watson e Crick vieram comprovar a teoria darwiniana. Em vão, Lyssenko, à sombra de Estaline, desmentiu Mendel e outros “erros dos biólogos reacionários”. Mao Tze Tung condenou a teoria da relatividade, apelidando-a de “disparate burguês”. Todavia, três anos após a sua morte, a República Popular da China lançava um selo homenageando Einstein e a sua teoria, admissão implícita de mais um colossal disparate do Grande Timoneiro.

Em suma: a realidade é o que é, e não o que dá jeito. As gentes que se entregam à descoberta do mundo - os cientistas - são os que vão tendo alguma noção da realidade. Estes têm lançado repetidos avisos sobre as consequências das alterações climáticas. Mas, líderes religiosos e políticos, agentes económicos e fazedores de opinião, insistem, tal como os referidos antigos donos da verdade, em negar a realidade e em construir uma narrativa à revelia do conhecimento científico e conforme aos seus míopes objetivos.

Não indo mais longe, temos no nosso distrito o deputado que nega a emergência climática. Mais rebuscado, o actual primeiro ministro diz que o combate às alterações climáticas tem de ser compatibilizado com a economia. Estultícia difícil de compreender num político com tais responsabilidades. Só os muito ingénuos e os moderadamente hipócritas se esforçam por acreditar que as alterações climáticas não são responsáveis por colossais perdas económicas. Os benefícios económicos a curto prazo são os únicos que resultam das agressões ambientais. Já a longo prazo, estas irão exigir um preço impagável.

A opinião publica que vota, isto é, os menos jovens, estão teimosamente agarrados à sua inércia egoísta e suicida. Fazem votos para que a catástrofe já não os apanhe. Nem sequer estão preocupados com o julgamento da História, porque é bem possível que não sobeje mundo onde se possa escrever a História. Estamos perante a mais hedionda traição entre gerações alguma vez engendrada. Mas estejam descansadas as gerações traidoras: as crianças continuaram a fazer arruadas perfeitamente inofensivas e inúteis, os jovens que irrompem em acções ilegais serão devidamente punidos e a irresponsabilidade destruidora seguirá imperturbada.

 

 

 Outras notícias - Opinião


Lições da História - acácio gouveia »  2024-06-13  »  Acácio Gouveia

“A História não se repete, mas rima por vezes”, Mark Twain

 Vinte e sete meses após o início da guerra na Ucrânia, temos generais e comentadores nos meios de comunicação social portugueses: (I) a justificar a legitimidade da invasão; (II) a profetizar a total e inelutável vitória de Putin; (III) e tentar convencer-nos que este assunto tem pouco ou nada a ver com Portugal e com os demais países europeus.
(ler mais...)


Do rescaldo da festa à realidade da Europa - antómio mário santos »  2024-06-11  »  António Mário Santos

Vivemos, na Europa, tempos difíceis. As eleições europeias, que se desenrolarão no próximo domingo, podem apontar para o fim da União Europeia como hoje a conhecemos. O avanço da extrema direita, racista e xenófoba, na maioria dos países europeus, veio ressuscitar o velho problema das nacionalidades e das suas fronteiras, dos impérios coloniais arrumados nos armários da história, da milenária contenda entre a ciência e a fé, da economia neoliberal assente no conceito do Estado-Nação e nos direitos fundamentais da cidadania democrática.
(ler mais...)


Nascente do Almonda: há outro caminho - jorge salgado simões »  2024-06-11  »  Jorge Salgado Simões

Tem sido difícil assistir a tudo o que se tem passado em torno da nascente do Almonda nos últimos anos, um conflito exacerbado por dois lados com interesses legítimos, mas incapazes de construir qualquer benefício para um património que todos dizem querer valorizar.
(ler mais...)


Teixeira de Queiroz e o mundo português - jorge carreira maia »  2024-06-11  »  Jorge Carreira Maia

Hoje desconhecido do grande público, Francisco Teixeira de Queiroz foi um dos grandes escritores portugueses dos finais do século XIX e inícios do século XX. A Imprensa Nacional começou, em 2020, a republicar as obras do escritor nascido em Arcos-de-Valdevez, que chegou a ser deputado e Ministro dos Negócios Estrangeiros na Primeira República.
(ler mais...)


Feiras sem estórias - carlos paiva »  2024-06-11  »  Carlos Paiva

Segundo pesquisa da TSF, em Portugal no ano de 2015, ocorreram 40 eventos no contexto de "feira medieval", ou similar relacionado com esta temática. Após uma pesquisa online breve, não sistematizada, para o ano de 2023, contei 86.
(ler mais...)


Agora, também às cegas - antónio gomes »  2024-06-11  »  António Gomes

A Assembleia Municipal de Torres Novas inaugurou um novo método de decisão. Até agora, acontecia de quando em vez, sem debate ou contraditório, apenas decidia porque as maiorias absolutas assim votavam, assumindo-se como travão ao debate e à transparência.
(ler mais...)


Renova, que queres tu? - antónio gomes »  2024-05-25  »  António Gomes

Mais um ‘Dia da Espiga’, mais um dia de convívio na nascente do rio Almonda, mais um dia de intimidação e prepotência perpetrados pela empresa Renova.

O Ministério Público acabou de arquivar os processos movidos contra 12 cidadãos que o ano passado tiveram a “desfaçatez” de ir assinalar o Dia da Espiga, exactamente no mesmo local onde gerações anteriores sempre o fizeram.
(ler mais...)


Reflexões sobre a posse da água - antónio mário santos »  2024-05-25  »  António Mário Santos

 

Passadas as comemorações do 50.º Aniversário do 25 de Abril, sobreveio a festa pagã da enunciação da Primavera, que a religião cristã transformou na 5ª feira da Ascensão de Cristo ao céu que é, nas cidades e vilas urbanas de significativo peso rural, feriado municipal.
(ler mais...)


O desafio à ordem liberal - jorge carreira maia »  2024-05-25  »  Jorge Carreira Maia

Assistimos, nos dias de hoje, ao maior desafio que, desde o fim da Segunda Guerra Mundial, foi colocado à cosmovisão liberal. Esta visão do mundo não diz respeito apenas à economia. Ela é, fundamentalmente, uma perspectiva assente nos direitos individuais e em regimes pluralistas.
(ler mais...)

 Mais lidas - Opinião (últimos 30 dias)
»  2024-05-25  »  Acácio Gouveia Gerações de traidores - acácio gouveia
»  2024-05-25  »  José Ricardo Costa Todos os Nomes - josé ricardo costa
»  2024-05-25  »  Jorge Carreira Maia O desafio à ordem liberal - jorge carreira maia
»  2024-06-13  »  Acácio Gouveia Lições da História - acácio gouveia
»  2024-05-25  »  António Mário Santos Reflexões sobre a posse da água - antónio mário santos