• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
Directora: Inês Vidal   |     Domingo, 23 de Setembro de 2018
Pesquisar...
Qua.
 34° / 18°
Períodos nublados
Ter.
 36° / 20°
Céu limpo
Seg.
 38° / 18°
Céu limpo
Torres Novas
Hoje  35° / 18°
Céu limpo
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Tribunal de Torres Novas absolve a Fabrióleo de um processo de contra-ordenação grave

Sociedade  »  2017-10-09 

Sentença foi lida hoje ao princípio da tarde

“As coisas quando são feitas, devem ser bem feitas” – foi desta forma simples e desarmante que a juíza sintetizou o sentido sentença proferida hoje, no Tribunal de Torres Novas, no processo movido pelo Ministério Público através das entidades administrativas do Estado à Fabrióleo, por descargas ilegais realizadas pela empresa em Agosto de 2015.

Recorde-se que a contra-ordenação implicava uma multa de 500 mil euros e a suspensão da actividade, em resultado da recolha de amostras de descargas efectuadas na conduta de descarga de águas residuais da Fabrióleo, com valores de 2.700mg por litro de um parâmetro cujo limite se cifra nos 150mg por litro.

Sem ler a sentença, mas explicando apenas o seu teor, a juíza começou por dizer que os factos foram provados “e nem a arguida negou a matéria factual”: a recolha de amostras de descargas com valores muito acima do que a lei permite e do que a licença permitia à empresa.

Disse também que o tribunal não julgou procedente o pedido da empresa, no sentido da nulidade do acto e decisão administrativa da APA. “A decisão administrativa não padece de vícios, como queria a empresa”, disse a juíza, que explicou que “a decisão foi boa e valeu como acusação”. Portanto, os factos foram dados como provados e o tribunal não acolheu a tese da empresa, que queria que a decisão administrativa – a aplicação da multa e ordem de suspensão da actividade -  fosse nula.

Falharam os detalhes, isto é, o tribunal diz que as recolhas não foram feitas de acordo com as regras indicadas na própria licença passada à empresa pela APA, pondo em causa as conclusões a retirar dos factos provados. Isto é, as recolhas deveriam ter sido feitas de hora a hora, as amostras seladas com base em procedimentos idóneos e na presença de representantes da arguida.

Como as recolhas feitas pela GNR, quatro, não respeitaram as exigências horárias e as outras diligências diplomáticas, o tribunal considera que a autoridade do Estado “laborou em erro”, isto é, não realizou as amostras de acordo com as regras que o próprio Estado impôs à empresa na licença que lhe foi passada. A juíza considerou que, não desconfiando da idoneidade dos recipientes utilizados nas recolhas, não se sabe em que condições foi feita a sua selagem, nomeadamente testemunhas que atestassem os procedimentos, para não falar já da referida “ausência de representantes da entidade prevaricadora”.

Concluindo, e palavras da própria juíza, o que foi determinante para decisão do tribunal foi o facto de as amostragens não terem sido feitas de hora a hora “de acordo com o que está na licença”, pelo que absolveu a arguida, Fabrióleo, da prática de contra-ordenação grave e da ordem de suspensão da actividade pedida pela APA (Agência Portuguesa do Ambiente), organismo do Estado para a gestão ambiental.

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Torres Novas homenageou Hugo Santos, o “alquimista dos sentidos” »  2018-09-22 

Hugo Santos, hospitalizado devido a um agravamento passageiro, espera-se, do seu estado de saúde, não pôde estar presente na homenagem que lhe foi promovida hoje, dia 22, no auditório municipal, perante muitas dezenas de amigos e admiradores.
(ler mais...)


ASAE mandou fechar “quiosque da Mónica” »  2018-09-21 

Uma brigada da ASAE, formada por cinco pessoas, irrompeu ao princípio da tarde de hoje, sexta-feira, pelo quiosque da Mónica, situado no largo dom Diogo de Almeida, em Torres Novas, e vasculhou o pequeno estabelecimento de cima a baixo no sentido de encontrar “desconformidades” de funcionamento.
(ler mais...)


PS chumba cadernos gratuitos para alunos do concelho, diz Bloco »  2018-09-13 

O Bloco de Esquerda voltou a propor, na Câmara Municipal, o alargamento da gratuitidade aos cadernos de actividades para os alunos e alunas do 1 e 2.º ciclo do ensino básico. “O PS votou contra chumbando esta medida e relegando o nosso município para uma posição imobilista face ao crescente número de autarquias que aprova medidas no sentido da gratuitidade da educação, na sua maioria geridas pelo PS”, diz o Bloco de Esquerda em comunicado.
(ler mais...)


Feira dos Frutos Secos: novidades com muitos espectáculos na praça dos Claras »  2018-09-12 

A 33.ª Feira Nacional dos Frutos Secos vai ter lugar de 28 de Setembro a 7 de Outubro, este ano na Praça 5 de Outubro e, novidade, na Praça dos Claras, onde decorrem os espectáculos, num cartaz de fazer inveja a muitos festivais de música tradicional.
(ler mais...)


João Quaresma questiona gestão do PS »  2018-09-11 

“É do nosso conhecimento que a Câmara tem levado a efeito algumas limpezas junto do leito do Rio Almonda. Foi o caso da intervenção junto do condominio Beira Rio e, recentemente, na Avenida João Martins de Azevedo, junto à ponte.
(ler mais...)


Torres Novas: município mantém programa de bolsas para alunos do “superior” »  2018-09-11 

A câmara municipal de Torres Novas anunciou a abertura do prazo e candidaturas com vista às bolsas de estudo para alunos do ensino superior, iniciativa que se destina exclusivamente a residentes no concelho de Torres Novas e que visa “favorecer a igualdade de oportunidades no acesso ao prosseguimento de estudos”.
(ler mais...)


Taça de Portugal: Torres Novas e Fátima repescados »  2018-09-11 

O CD Torres Novas e CD Fátima afinal vão continuar na Taça de Portugal. Os dois emblemas ribatejanos foram duas das 20  equipas repescadas pela Federação Portuguesa de Futebol e no dia 30 de Setembro jogam a segunda eliminatória da prova.
(ler mais...)


Torres Novas: apanhados a roubar no Continente »  2018-09-10 

Três indivíduos foram surpreendidos, no passado sábado, quando se preparavam para transportar uma quantidade de artigos de supermercado avaliados em mais de 1000 euros, sem pagar. O episódio aconteceu no passado dia 8 de Setembro, ao final da manhã.
(ler mais...)


Entrevista: “A exigência do público da televisão portuguesa ao nível da caracterização não é alta” »  2018-09-03 

Andreia Ferreira, de 26 anos, é natural de Torres Novas. Especializou-se em caracterização, na Makeup School, e ambiciona, no futuro, aparecer na ficha técnica de grandes produções de Hollywood. A caracterização de Brad Pitt em “O Estranho Caso de Benjamin Buttom” e a da criatura de “The shape of water”, são dois trabalhos que elege como do outro mundo e que não se importava nada de ter participado.
(ler mais...)


Covão do Feto: festas são já no próximo fim-de-semana »  2018-09-02 

As tradicionais e conhecidas festas em honra de Nossa Senhora dos Remédios, aqui bem perto em Covão do Feto, concelho de Alcanena, estão aí: o próximo fim-de-semana de 7, 8 e 9 de Setembro promete ser animado, em festejos cujo ponto alto é a procissão em honra da padroeira, no domingo, pelas quatro horas da tarde.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 10 dias)
»  2018-09-21  ASAE mandou fechar “quiosque da Mónica”
»  2018-09-22  Torres Novas homenageou Hugo Santos, o “alquimista dos sentidos”