• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
Directora: Inês Vidal   |     Segunda, 20 de Novembro de 2017
Pesquisar...
Qui.
 22° / 12°
Períodos nublados
Qua.
 21° / 8°
Céu nublado
Ter.
 21° / 7°
Períodos nublados
Torres Novas
Hoje  22° / 8°
Claro
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Torres Novas: Bloco de Esquerda elege construção de piscinas de Verão como uma das prioridades

Sociedade  »  2017-09-13 

Terrenos de Rio Frio (ex-Nery) são a localização proposta

A candidatura do Bloco de Esquerda à câmara municipal de Torres Novas apresentou esta quarta-feira, dia 13 de Setembro, o programa eleitoral com vista às eleições autárquicas de 1 de Outubro.

O BE entende que o tempo dos grandes investimentos já passou e, por isso, a prioridade é cuidar e melhorar dos equipamentos que existem. Com efeito, o Bloco não se compromete com grandes obras, excepto uma: a construção de novas piscinas de lazer para o Verão. Um equipamento considerado essencial e que, segundo João Carlos Lopes, ficou esquecido no tempo. Os terrenos da antiga Casa Nery, junto ao rio Almonda, para onde o BE defende o prolongamento do Jardim Municipal, seria uma solução, disse.

Esta perspectiva do Bloco vai em sentido contrário à eventual instalação de uma grande superfície ou de prédios de habitação, opções já ventiladas pela maioria socialista para o local. O BE defende que o terreno, cinco ou seis vezes maior que a área de implantação das antigas piscinas, deve ser negociado e constituir o prolongamento do corredor verde do jardim da avenida.

Os outros grandes investimentos que constam do programa do Bloco são a reabilitação da Casa do Povo de Riachos, com a construção de um auditório para actividades artísticas, e um programa de requalificação dos campos de futebol do concelho para o fomento do futebol de formação, que prevê a instalação de pisos sintéticos no campos da Meia Via, outro em Riachos, campo da Cabrita em Lapas e conclusão do campo de jogos número 2 do estádio municipal. O Bloco diz ainda que o município deve custear, por inteiro, as obras da sede e ringue da UDR da Zona Alta.

A contratação de pessoal não docente para responder às necessidades dos centros escolares do concelho e de pessoal operativo para executar trabalhos de manutenção nos  espaços e equipamentos públicos, promover reuniões de câmara excusivamente públicas e com transmissão directa - assim como as das sessões da Assembleia Municipal -, promover uma reorganização do quadro de pessoal da autarquia com o objectivo de melhorar a funcionalidade dos serviços, com especial impacto no departamento de urbanismo e transferir os serviços municipais para o edifício do antigo hospital o mais rápido possível, foram algumas das propostas explicadas por João Carlos Lopes, cabeça-de-lista à Assembleia Municipal, na sua apresentação do programa.

Na sessão de apresentação do programa eleitoral do BE, que decorreu no auditório da biblioteca municipal, João Carlos Lopes garantiu que o mesmo “não foi feito à pressa” e referiu que o seu conteúdo se baseia no programa apresentado há quatro anos, mas numa versão melhorada em virtude da experiência adquirida ao longo destes últimos quatro anos.

Foram mencionados muitos outros aspectos que o BE considerará se vencer as eleições. O PEDU será reavaliado, afirma, por discordar da maioria das obras planeadas, nomedamente da destruição do Jardim Municipal “que é de todos” e "património de gerações de torrejanos". O BE prometeu uma nova forma de se fazerem orçamentos municipais, com base em receitas reais, uma maneira diferente de a câmara se relacionar com os munícipes e promete mais transparência. “As paredes da câmara municipal têm de ser de vidro”, ilustrou Helena Pinto.

A despoluição do rio Almonda, assunto com mais de 30 anos, tem de merecer uma acção mais assertiva, assim como a reabilitação do centro histórico, problema que tem sido alvo de inúmeros programas que não têm resolvido os problemas existentes.O BE diz que se for câmara inciará um processo de classificação das margens do Almonda, entre a ponte do Raro e a ponte das Ribeiras, numa primeira fase, como área de paisagem protegida e apoia a compra da Quinta de São Gião para nela ser instalado o parque urbano: "os terrenos dos Mesiões, onde ser queria fazer o parque, também são todos privados", disse o cabeça de lista à AM.

O BE anunciou que pretende se for câmara aumentar para 500 euros o apoio mensal às filarmónicas do concelho e à escola de música do Phydellius, associações que, refere, se têm assumido como “pilares da formação artística de jovens” e, relativamente à Escola de Música do Choral Phydellius, os bloquistas entendem que o seu potencial está limitado pelas instalações, defendendo que o actual edifício da câmara poderia assumir-se como uma excelente alternativa para a sua transformação em Conservatório de Música e Artes Performativas, de impacto regional, uma "aposta estratégica para Torres Novas".

Helena Pinto que é necessário uma mudança “ou continuamos como até aqui, sem rumo, e num faz de conta que se governa”. A candidata à câmara alertou para a importância de a câmara assumir a sua autoridade sem complexos, em temas sensíveis e graves como a poluição.

 

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Primeiro-ministro de Cabo Verde visitou “Lusitana” em Riachos »  2017-11-19 

Depois de ter chegado a Torres Novas, na quinta-feira, o primeiro-ministro de cabo Verde, Ulisses Correia, foi recebido na Turrisconta, empresa de contabilidade do antigo presidente da câmara, António Rodrigues, de quem partiu o convite para a visita, aliás como tinha sucedido há escassos meses com Xanana Gusmão.
(ler mais...)


Futebol: sorte macaca dos “amarelos” em Amiais (2-0) »  2017-11-19 

CD AMIENSE 2 CD TORRES NOVAS 0
Campos da Azenha, Amiais de Baixo, 18/11/17

CD AMIENSE: Chico; P. Lista, Leo G., Parreira, Costinha, Luís (Fábio), Tico, N. Tiago, Miguel, Ganso e Leo Silva (Arnaldo).
(ler mais...)


Marca reforça aposta em produtos ecológicos para uso doméstico »  2017-11-14 

A Renova reforça a sua oferta de produtos ambientalmente responsáveis com o lançamento da nova gama “Renova Love & Action”, composta por produtos distinguidos com o rótulo ecológico da União Europeia numa nova aposta da marca pioneira no sector em soluções ecológicas.
(ler mais...)


Jorge Traquina:”Minudências” num pequeno-grande livro de poesia »  2017-11-12 

Jorge Traquina da Silva está em Torres Novas há tanto tempo que se diria um torrejano de sempre, mas este improvável e talentoso poeta, nascido em Abrantes em 1959, pelas sombras melancólicas das vielas torrejanas vai encontrando a inspiração existencial que se desdobra depois em pequenas histórias de ver o mundo todo com uma enorme lucidez, ironia, graça e inteligência.
(ler mais...)


Diabetes uma doença em plena expansão - I »  2017-11-11  »  Juvenal Silva

A diabetes é uma doença em plena expansão e, de acordo com o relatório global da Organização Mundial de saúde divulgado em 7/4/2016, desde 1980, o número de pessoas com diabetes quadruplicou e atingiu os 422 milhões de pessoas em 2014.
(ler mais...)


Maria Lamas - vida e obra em exposição na Assembleia da República »  2017-11-08 

O presidente da Asssembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, fez ontem o discurso de abertura da exposição "Maria Lamas - Mulheres, Paz, Liberdade", patente no palácio de São Bento até meados de Dezembro.
(ler mais...)


Vou ali salvar uma velhinha, e já venho »  2017-11-05 

Há histórias bonitas, que demonstram o que de melhor há no ser humano: a solidariedade. Numa semana marcada por violência, agressividade e desprezo pelo outro (leia-se o espancamento na noite/manhã de Lisboa), em Torres Novas há um enredo oposto.
(ler mais...)


Torres Novas: IMI fixado nos 0,38% para 2018 »  2017-11-03 

A Câmara Municipal de Torres Novas deliberou, na sua reunião de terça-feira (dia 31), manter a taxa de Imposto sobre Imóveis (IMI) nos 0,38% em 2018, a aplicar a todos os proprietários de imóveis no concelho, avaliados nos termos do Código do IMI.
(ler mais...)


Golegã volta a agitar-se com a feira de São Martinho »  2017-11-01 

“Reza a lenda que um cavaleiro gaulês, de nome Martinho, ao regressar a casa no meio de uma tempestade encontrou a meio do caminho um mendigo que lhe pediu uma esmola. O cavaleiro retirou das costas o manto que o aquecia, cortou-o ao meio com a espada e deu-o ao mendigo.
(ler mais...)


Entroncamento: petição pública reclama mais segurança »  2017-11-01 

No site www.peticaopublica.com está a ser subsrito um documento intitulado “Entroncamento Mais Seguro”, na qual se reclama, tal como o nome indica, uma cidade mais segura. Na petição, já assinada por mais de 500 pessoas, refere-se que o Entroncamento “é uma cidade insegura” e que há pessoas que, à noite, já não saem à rua.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 10 dias)
»  2017-11-12  Jorge Traquina:”Minudências” num pequeno-grande livro de poesia
»  2017-11-19  Futebol: sorte macaca dos “amarelos” em Amiais (2-0)
»  2017-11-14  Marca reforça aposta em produtos ecológicos para uso doméstico