• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Sábado, 19 Outubro 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Ter.
 20° / 8°
Períodos nublados
Seg.
 18° / 8°
Períodos nublados com chuva fraca
Dom.
 18° / 10°
Períodos nublados
Torres Novas
Hoje  20° / 12°
Períodos nublados com chuva moderada
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Luta contra a poluição levou centenas de pessoas ao largo do Nicho

Sociedade  »  2016-09-16 

Foi a maior manifestação dos últimos anos em Torres Novas

Algumas centenas de pessoas acorreram hoje, sexta-feira, ao fim da tarde, à manifestação contra a poluição na ribeira da Boa Água, tendo-se concentrado no largo do Bairro do Nicho, uma das mais fustigadas povoações, a par de Carreiro de Areia e Meia Via, localidades onde os persistentes maus cheiros têm causado a revolta surda dos moradores.

Convocada informalmente por grupos locais como o Paralelo 39 - associação cultural e a Associação de Defesa do Património de Torres Novas, a manifestação contou com uma inesperada adesão popular, reunindo uma massa humana como há muito não se via em Torres Novas a lutar por uma causa.

Curiosa foi a presença de vários autarcas, que ao que parece aderiram voluntariamente à manifestação, como foi o caso de Pedro Ferreira, presidente da Câmara, que se posicionou para abrir a sessão de discursos e intervenções de todos quantos quiseram falar. a seguir a Luís Santos, um dos activistas, que iniciou a sessão com palavras de apelo à luta ambiental. «As câmaras pouco podem fazer. As autarquias são responsáveis apenas pelos troços dos rios que passam nas cidades. Fora delas, há outras instituições a quem compete intervir, como é a Agência Portuguesa do Ambiente», começou por dizer Pedro Ferreira, adiantando que em todo este processo de contestação à Fabrióleo nunca nomeou ninguém. «Não menciono nomes de empresas. Nunca o fiz porque as informações têm de ser translúcidas.Vamos limpar a ribeira da Boa Água num troço de cerca de dois quilómetros, dos 4,5 quilómetros de toda a sua extensão, antes que comece o Inverno. É preciso intervir com urgência antes que venham as chuvas e façam esquecer os problemas», continuou, para garantir que «se tiverem de fechar empresas ou mudar de local, que o façam, mas não prejudiquem a população de Torres Novas».

José Júlio Ferreira, presidente da junta de freguesia de Riachos (PS), também subiu ao palanque improvisado para afirmar que «os responsáveis pela poluição são criminosos. É preciso dizer basta», enquanto Lígia Santos, presidente da junta de freguesia da Meia Via (PS) contou, entre outras situações, que “as crianças da nossa escola não podem tomar as suas refeições na rua e há situações constantes de vómitos. E as pessoas de idade têm tido problemas respiratórios». «Parece que estão a gozar com a população», lamentou Lígia Santos, para depois Helena Pinto, vereadora do Bloco de Esquerda, recordar estes últimos meses de atentados ambientais e da acção desafiadora de uma das empresas, que não respeita embargos e contra-ordenações. Muitos cidadãos, entre os quais um dirigente da Comissão de Utentes de Saúde fizeram eco da sua indignação, espelhada também em dezenas de cartazes empunhados pelos manifestantes, alguns deles acusando directamente a empresa Fabrióleo.

Quer ao início quer ao fim, a manifestação motivou o corte de trânsito na estrada nacional que atravessa Torres Novas em direcção ao Entroncamento, exactamente junto à ponte da ribeira da Boa Água, mas a colaboração das forças policiais presentes impediu quaisquer complicações de maior.

 

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Alcanena em desespero com os maus cheiros »  2019-10-16 

Alcanena está a viver uma situação insustentável e isso é confirmado por qualquer pessoa que passe de carro próximo da vila, logo agredida com um mau cheiro verdadeiramente insuportável.

 Nas redes sociais surgem apelos lancinantes, outros revoltados, a apelar e exigir a solução de um problema que é antigo (todos se recordam de como era difícil estar e viver em Alcanena em meados da década de 80), mas passou uma geração e a poluição ambiental regressou em força nos últimos tempos.
(ler mais...)


PS acaba com farmácia de Alcorochel »  2019-10-15 

Com parecer positivo ao pedido de deslocalização da farmácia de Alcorochel para a cidade de Torres Novas, onde já existem sete farmácias, a maioria socialista põe fim a uma das mais antigas farmácias do concelho.
(ler mais...)


Legislativas: vitória modesta de Costa com descida da oposição »  2019-10-08 

TORRES NOVAS: as contas e as dúvidas

No distrito de Santarém, o PS aumentou a sua votação em 1 921 votos, uma média de 92 votos por concelho. Em Torres Novas, o aumento foi de 90 votos: conforme.
(ler mais...)


Entroncamento: trabalhadores dos CTT em greve »  2019-10-08 

Os trabalhadores do CDP do Entroncamento estão em greve desde hoje, dia 8 e até 15 de Outubro. Entre os problemas laborais destacam-se a má organização do serviço, aliada a uma gritante falta de trabalhadores tem consequências graves para os utentes, nomeadamente atrasos na distribuição, muitas vezes com graves prejuízos.
(ler mais...)


Encontro de apicultores, dia 12, na Lagoa do Furadouro »  2019-10-02 

O 3.º encontro de apicultores da região vai realizar-se no próximo dia 12 de Outubro, sábado, pelas 18 horas, no salão paroquial da Lagoa do Furadouro (próximo de Casais da Igreja, mas no concelho de Ourém).
(ler mais...)


Torres Novas: alterações climáticas levam câmara a anular concurso para psicóloga clínica »  2019-10-01 

Quando, no dia 1 de Abril, dia da mentiras, a câmara de Torres Novas fazia publicar no Diário da República o aviso de abertura do concurso para admissão de uma psicóloga, jurando por todos os santinhos a necessidade premente de contratação de uma técnica desse ramo, estava longe de pensar que, escassos meses depois, o aquecimento climático, as manifestações em Hong Kong, o impeachment a Donald Trump e o despedimento de Leonel Pontes do Sporting iriam alterar as circunstâncias de tal modo que, afinal, a psicóloga já não é urgente e até nem se percebe porque é que alguém alguma vez teve semelhante ideia.
(ler mais...)


Conjunto arqueológico monumental descoberto na aldeia da Mata »  2019-09-06 

A designação de “poços” utilizada no ante-título é meramente ilustrativa: trata-se de quase cinco dezenas de estruturas escavadas, de forma cilíndrica, descobertas durante os trabalhos de saneamento da aldeia.
(ler mais...)


Inédito: Torres Novas às escuras há duas noites seguidas »  2019-09-05 

Quando ontem, quarta-feira, ao anoitecer, se verificou que praticamente todo o centro histórico de Torres Novas estava sem uma única lâmpada de iluminação pública, pensou tratar-se de uma momentânea avaria.
(ler mais...)


Câmara: 80 mil para cultura e desporto, o mesmo que quer gastar nos repuxos da rotunda »  2019-08-31 

O executivo municipal aprovou por unanimidade, na reunião ordinária de 6 de Agosto, um conjunto de apoios nas áreas da cultura e do desporto que ascendem a cerca de 80 mil euros. Isto relativo à actividade de um ano, o mesmo que vai gastar nas traquitanas de um repuxo (ver peça mais abaixo).
(ler mais...)


Amália Moita: morreu uma centenária »  2019-08-28 

Há pouco mais de um ano, 18 de Julho de 2018, o JT noticiava que Torres Novas tinha mais uma mulher a atingir a idade de 100 anos: tratava-se de Amália Moita, natural de Alcorochel, aldeia onde sempre viveu, apesar de nas últimas décadas passar temporadas também em Torres Novas, em casa de uma das filhas.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2019-10-01  Torres Novas: alterações climáticas levam câmara a anular concurso para psicóloga clínica
»  2019-10-16  Alcanena em desespero com os maus cheiros
»  2019-10-15  PS acaba com farmácia de Alcorochel
»  2019-10-02  Encontro de apicultores, dia 12, na Lagoa do Furadouro
»  2019-10-08  Legislativas: vitória modesta de Costa com descida da oposição