• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Terça, 04 Outubro 2022    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Sex.
 32° / 19°
Períodos nublados
Qui.
 32° / 15°
Períodos nublados
Qua.
 31° / 17°
Céu limpo
Torres Novas
Hoje  32° / 16°
Céu limpo
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Bloco quer agricultura intensiva com avaliações de impacto ambiental e laboral

Sociedade  »  2022-07-24 

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, exigiu hoje que as explorações agrícolas que usam o método intensivo e superintensivo sejam sujeitas a “avaliações de impacto” a nível ambiental e laboral.

“Se nada for feito e se esta lei não mudar, as estufas vão continuar a aumentar, a água vai ser cada vez menos e os trabalhadores vão continuar a ser explorados”, afirmou a coordenadora bloquista.

Catarina Martins propôs que passem a existir avaliações de impacto da agricultura intensiva e superintensiva, ao nível “do impacto sobre a água, de impacto ambiental, mas também sobre as condições dos trabalhadores”.

A dirigente do BE discursava no arranque de uma marcha integrada no “Roteiro pela Justiça Climática”, promovido pelo partido, realizada entre a zona dos Alteirinhos e a Zambujeira do Mar, no concelho de Odemira, distrito de Beja.

Com início junto a uma zona de estufas, a marcha contou com a participação de dirigentes e apoiantes do BE e, sobretudo, trabalhadores agrícolas imigrantes, que empunhavam cartazes com mensagens em defesa do ambiente e do trabalho com condições.

Durante o percurso de quase dois quilómetros, os participantes transportavam também uma faixa de grandes dimensões com o tema do roteiro e entoaram palavras de ordem como “mais trabalho, mais salário” e “igual trabalho, igual salário”

Na sua intervenção, a coordenadora do BE manifestou apoio aos trabalhadores agrícolas imigrantes e salientou que a marcha serve para “lutar por uma lei contra o trabalho forçado e que garanta condições a todos os trabalhadores em Portugal”.

“E estamos aqui também a lutar pela gestão pública da água, porque o agronegócio da agricultura intensiva e superintensiva não pode continuar de forma irresponsável a retirar a água a estes territórios”, acrescentou.

Depois de fazer um discurso idêntico em língua inglesa, dirigido aos trabalhadores agrícolas imigrantes, Catarina Martins ouviu as queixas de um deles e voltou a dirigir-se aos presentes.

“Está aqui quem trabalha todos os dias e está a dizer-nos que para lá das horas de trabalho, que são longas demais, e das condições de trabalho, que são más demais, na verdade, não há regras nenhumas”, referiu.

Segundo a líder bloquista, estes trabalhadores queixam-se que uns “ganham mais do que outros sem se saber porquê” e que existe “uma chantagem permanente sobre a forma como recebem os seus salários”.

“Não há nenhuma progressão, estão completamente estagnados, independentemente das responsabilidades que as pessoas têm, da experiência que têm ou do que está acontecer agora com os preços, que estão a subir muito”, assinalou.

Alertando que a vida destes trabalhadores “está ainda mais complicada e insuportável”, a dirigente do BE considerou que a situação deve-se aos salários que são “muito baixos”, apesar das “muitas horas de trabalho”.

No final da marcha, os participantes almoçaram nas instalações da Associação Cultural Recreativa Zambujeirense, na Zambujeira do Mar.

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Fábrica Grande: CDU fala de amiguismos e rejeita clínica privada naquele espaço »  2022-09-23 

A CDU de Torres Novas entendemos que a Câmara fez bem em adquirir as antigas instalações da fábrica de Fiação e Tecidos, mas a sua ocupação, com a instalação dos projectos anunciados, levanta muitas preocupações aos comunistas.
(ler mais...)


CDU defende refeições feitas pelas escolas »  2022-09-21 

A Câmara decidiu atribuir mais uma vez, a confecção das refeições escolares a uma empresa privada para o ano lectivo de 2022/23 e, no entender da CDU, “continua a privilegiar o interesse privado em detrimento do interesse público”.
(ler mais...)


Associação com seis meses vai receber, para já, 45 mil do município »  2022-09-14 

Inédito: uma associação que acaba de fazer seis meses de existência e não mostrou qualquer trabalho, vai receber já 15 mil euros e mais 30 mil euros por ano do município, para além de instalações, para “desenvolver os produtos de Torres Novas”.
(ler mais...)


Hospitais do CHMT reforçam actividade assistencial »  2022-09-11 

 


Os profissionais de saúde do CHMT responderam a 99.306 episódios de urgência no acumulado dos oito primeiros meses do ano, um marco histórico que se traduz num crescimento de 35% (ou mais 25.501 episódios, em valor absoluto) face ao período homólogo de 2021, e revela um aumento de um por cento acima do valor registado em 2019, ano de referência assistencial do Serviço Nacional de Saúde, diz nota de imprensa do cento hospitalar.
(ler mais...)


Ulme recebe o festival “Já Te Dou o Arroz” »  2022-09-11 

Quim Roscas e Zeca Estacionâncio, Azeitonas e Ruizinho do Acordeão são os cabeça de cartaz

 Entre 9 e 11 de setembro, a vila de Ulme, no concelho da Chamusca, recebe a segunda edição do festival “Já Te Dou o Arroz”, numa organização conjunta da Câmara Municipal da Chamusca e da Junta de Freguesia de Ulme.
(ler mais...)


Câmara já mudou para o edifício do antigo hospital »  2022-09-09 

Em nota de imprensa de ontem, dia 9 de Setembro, a câmara municipal de Torres Novas informa o público e os torrejanos que os novos Paços do Concelho já estão instalados no edifício do antigo hospital da Misericórdia.
(ler mais...)


Antigas instalações da Fiação poderão ser do Município: Fábrica Grande, um projecto para a próxima década e para muitos milhões de euros »  2022-08-28 

A confirmar-se a compra das antigas instalações da Companhia Nacional de Fiação e Tecidos, uma área de 30 mil metros quadrados em local privilegiado da cidade atravessado pelo rio Almonda, abre-se um mundo de possibilidades para dar corpo a um parque urbano que integre património e negócios, serviços e lazer.
(ler mais...)


Torres Novas: cinco mil euros para apoiar esterilização de cães e gatos »  2022-08-16 

 Termina no dia 15 de Setembro o prazo para entrega das candidaturas ao programa de apoio financeiro para esterilização de animais de companhia, no caso cães e gatos, machos e fêmeas. O município reservou para 2022 uma verba de cinco mil euros destinados ao reembolso financeiro que são de 87,50 euros para esterilização de cadelas, 75 euros para esterilização de cães, 50 euros para esterilização de gatas e 25 euros para esterilização de gatos.
(ler mais...)


Alcanena: Museu do Curtume conserva materiais »  2022-08-16 

Tiveram início, no dia 2 de Agosto, os trabalhos de conservação, higienização e desinfestação do espólio em madeira do Museu do Curtume. O edifício do museu alberga um espólio que conta a história e a própria evolução do saber-fazer e da indústria dos curtumes no concelho de Alcanena e que constitui um dos mais importantes testemunhos para a constituição do futuro núcleo museológico do “Projecto Couros”.
(ler mais...)


Fundação dá prémio ao melhor aluno admitido medicina »  2022-08-16 

A Fundação Maria Isabel e Renato Gameiro atribui, a partir de 2022 e com carácter anual, o prémio “Dr. Renato Gameiro”, no valor pecuniário de 1.500 euros, ao aluno que seja admitido no curso de medicina com a melhor classificação.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2022-09-14  Associação com seis meses vai receber, para já, 45 mil do município
»  2022-09-09  Câmara já mudou para o edifício do antigo hospital
»  2022-09-11  Hospitais do CHMT reforçam actividade assistencial
»  2022-09-11  Ulme recebe o festival “Já Te Dou o Arroz”
»  2022-09-21  CDU defende refeições feitas pelas escolas