• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Quinta, 25 Abril 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Dom.
 26° / 10°
Períodos nublados
Sáb.
 23° / 8°
Céu limpo
Sex.
 17° / 9°
Períodos nublados
Torres Novas
Hoje  16° / 10°
Períodos nublados com chuva fraca
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Carreiro da Areia: começou o abandono da aldeia, poluição continua como sempre

Sociedade  »  2019-02-07 

Ribeira da Boa Água continua a ser alvo de descargas iguais às de sempre

Um grupo de moradores do Carreiro da Areia esteve presente na reunião camarária de terça-feira, em protesto contra a poluição e os efeitos que se fazem sentir na aldeia. Já há quem tenha abandonado a povoação, mas nem as casas se conseguem vender.

Os habitantes de Carreiro da Areia não têm agências de publicidade nem gabinetes de advogados onde pontifique uma ex-ministra da Justiça. Mas não desarmam e, mais uma vez, um grupo de moradores fez sentir a sua presença na reunião do executivo municipal torrejano, isto porque a poluição continua a fazer-lhes a vida num inferno.
De entre os presentes, houve quem afirmasse que já abandonou a aldeia e tenha vindo morar para a cidade, e também houve quem dissesse que tem a casa à venda mas não se conseguem vender imóveis naquela povoação fustigada pela poluição ambiental.

Depois de tantas lutas e acções, da população, de algumas forças políticas, de movimentos ambientalistas, a ribeira da Boa Água continua a ser alvo de descargas iguais às de sempre, o ar que se respira nas imediações de Carreiro da Areia mantem-se impróprio para a vida humana. O desespero impera naquela martirizada povoação, enquanto que, quem tem poder financeiro continua a jogar com uma legislação e um aparelho de Justiça construídos e desenhados para proteger os fortes e os poderosos e desprezar os fracos, continua impune.

A última notícia que veio colocar esta triste realidade diante dos nossos olhos teve que ver com a decisão de uma juíza do Tribunal Administrativo de Leiria, que aceitou a providência cautelar que a empresa Fabrióleo interpôs para contrariar a decisão da administração central, atarvés do IAPMEI, de mandar encerrar a laboração daquela unidade fabril, decidida em Março.

Segundo o IAPMEI, o Tribunal de Leiria acha que as vistorias realizadas na empresa foram em número superior ao que a lei determina, razão que justificou a anulação da ordem de encerramento da empresa e a aceitação da providência cautelar.

Embora o IAPMEI tenha recorrido agora para uma instância superior, o Tribunal Central Administrativo do Sul, em Lisboa, não se prevê um desenvolvimento breve do assunto. O IAPMEI tinha determinado a suspensão da laboração da Fabrióleo em Março, a empresa interpôs a providência cautelar e o tribunal de Leiria demorou sete meses (Novembro de 2018) a deliberar a anulação da decisão do IAPMEI, ainda segundo este Instituto.

O IAPMEI adianta que o tribunal acha que só deveriam ter sido feitas três vistorias, e que aquela que veio a determinar a ordem de encerramento da empresa era a quinta vistoria. Mas o Instituto, no seu recurso, contesta esta fabulosa interpretação.

Na reunião de terça-feira, a maioria socialista não teve qualquer resposta a dar à população sobre o andamento de todo o processo, embora esteja nas suas mãos a possibilidade de mandar demolir todas as instalações ilegalmente construídas no complexo fabril, aliás como o IAPMEI tem referido, segundo disse a vereadora do Bloco de Esquerda, Helena Pinto.

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Associação do Património denuncia abate de choupos na Ribeira »  2019-04-17 

 Ontem, dia 16 de Abril, foram cortados pela base vários choupos em bom estado, junto ao mouchão do rio Almonda, na ponte entre as Ribeiras. Mais cinco árvores estarão marcadas para abate, todas árvores de grande porte, sem sinais evidentes de doença ou secura, e com funções ecológicas relevantes, denuncia a Associação do Património de Torres Novas em comunicado de hoje, 17 de Abril.
(ler mais...)


Associação Protectora dos Animais tem novos corpos sociais »  2019-04-06 

Foram eleitos ontem, dia 5 de Abril. os novos órgãos sociais da Associação Protectora dos Animais de Torres Novas (APA) para o triénio 2019-2022. A direcção continua a ser presidida por Rosário Pires Bento, que lidera a APA desde 2013, anuncia nota de imprensa da associação.
(ler mais...)


Pedro Triguinho absolvido em processo da Fabrióleo »  2019-03-22 

Pedro Triguinho, activista do movimento ambientalista Basta!, de Torres Novas, foi absolvido na sexta-feira, no Tribunal de Torres Novas, num processo em que era acusado de difamação por uma então administradora da empresa Fabrióleo, que lhe moveu a acção a título pessoal.
(ler mais...)


Pias Longas: trabalhos no aterro continuam, vereador do ambiente nada diz »  2019-03-13 

Os trabalhos relacionados com a ampliação do aterro do topo sul da pista do aeródromo de Pias Longas, situado na fronteira entre os municípios de Ourém e Torres Novas, continuam em marcha, isto apesar de uma fiscalização da câmara de Torres Novas ter confirmado, logo na altura da denúncia por este jornal, que milhares de toneladas de pedras e terra estavam a ser despejadas para dentro da território do concelho de Torres Novas numa área de elevado potencial ambiental e que integra a Reserva Ecológica Nacional.
(ler mais...)


Alterações climáticas: Maria Lamas promove aula aberta no auditório municipal »  2019-03-08 

Dando sequência a idêntica iniciativa do ano transacto, a escola Maria Lamas volta a promover uma aula aberta, desta vez no auditório municipal (edifício da biblioteca Gustavo Pinto Lopes), e sob o tema “Alterações climáticas e biodiversidade”.
(ler mais...)


O triunfo dos porcos: só câmara pode impedir mega-suinicultura »  2019-03-04 

Depois de amanhã, o executivo municipal vai ser chamado a deliberar sobre um assunto de enorme importância ambiental para o concelho: a instalação de uma suinicultura na Quinta de Caniços, freguesia de Brogueira, a dois passos da Reserva do Paul e perto de povoações.
(ler mais...)


Maioria quer gastar mais de 600 mil no Rossio em mais uma obra inútil »  2019-02-28 

Não se pinta um único banco de jardim há anos, as pontes do jardim das rosas estão interditas, à volta do castelo é só ruína, há calçadas e passeios escavacados por todo o lado, nada é mantido.
(ler mais...)


A Tasca: nova vida com Paulo Emílio »  2019-02-21 

Durante uns anos restaurante de referência de Torres Novas em tempo do consulado do fundador, Vítor Alves, A Tasca passou depois por algumas experiências, umas melhores outras nem por isso, pois na realidade nenhuma delas teve a duração que permitisse consolidar uma proposta ou uma ideia para a casa situada na velha Rua da Corrente, bem pertinho da Ponte do Raro.
(ler mais...)


Aeródromo de Pias Longas: aterros invadiram reserva ecológica do concelho »  2019-02-21 

Poderá estar em marcha um enorme atentado ecológico contra o território do concelho e uma acção que põe em causa o Estado de direito. O avanço dos aterros, segundo os limites administrativos entre Torres Novas e Ourém (a autarquia ouriense serve-se, ao que parece, de outra linha divisória) entrou cerca de 200m no concelho de Torres Novas, perfazendo uma área de implantação de cerca de 20 000 metros quadrados.
(ler mais...)


Festival do Cogumelo da Parreira: Chakall, Marco Costa e Rouxinol Faduncho »  2019-02-12 

De 1 a 3 de março, o cogumelo é de novo a estrela à mesa da III edição do Festival do Cogumelo que junta gastronomia, animação musical, bares, artesanato, cozinha ao vivo e, claro, exposição de produtores e agentes económicos do setor,  um evento de dinamização e promoção territorial, organizado em parceria pelo Município da Chamusca e pela União de Freguesias de Parreira e Chouto.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2019-04-06  Associação Protectora dos Animais tem novos corpos sociais
»  2019-04-17  Associação do Património denuncia abate de choupos na Ribeira