• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Quinta, 25 Abril 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Dom.
 26° / 10°
Períodos nublados
Sáb.
 23° / 8°
Céu limpo
Sex.
 17° / 9°
Períodos nublados
Torres Novas
Hoje  16° / 10°
Períodos nublados com chuva fraca
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Futebol: “clássico” do distrito acabou empatado, com Sudesh em grande destaque

Sociedade  »  2018-11-04 

Campeonato Distrital da 1.ª divisão da AFS
Estádio Municipal de Tomar, 4 de Novembro de 2018

“Clássico” do distrito acabou empatado, com Sudesh em grande destaque

UFCIT: Nuno Ribeiro; David Vieira, Diego (45` Faustino), Kiko, Nuno Rodrigues, Telmo Ferreira, Pires, Rafael, Diogo Pereira (85` Alex), Alan, Rui Lopes (85` Natividade). Suplentes: Mahau, Alex, Faustino, A. Lopes, Natividade. Treinador: Lino Freitas.
CD TORRES NOVAS: Nabais, Fábio Timor, Sudesh, Dani, Tiago Vieira, Pedro Pereira, Joel, Dinis, Ricardo Major (65` Sérgio), Júlio Batista, Micael (65` Soma). Suplentes: Quaresma, Xico, Soma, Sérgio, A. Pedro, Dinis. Treinador: Nando Costa.

União de Tomar e CD Torres Novas fizeram jus àquele que é o maior clássico distrital, numa tarde que se antevia difícil para a prática do futebol: frio, chuva e algum vento, que fizeram aconchegar todos os espectadores à desabrida bancada do “municipal” de Tomar.

O União partia confortável para esta partida, enquanto o Torres Novas, no fundo da tabela e depois de uma derrota frente ao Riachense para a Taça, lambia feridas já abertas depois do empate caseiro diante do Marinhais. E este jogo seria o tudo ou nada para os amarelos: a derrota atirava a esquipa para um lugar sombrio, um resultado positivo poderia fazer renascer as aspirações de um campeonato tranquilo.

Começou melhor o União de Tomar, com um futebol mais vivo e dinâmico, assente em tabelas curtas, rápidas e verticais, remetendo o Torres Novas para zonas recuadas do seu campo, mas sempre atento ao último passe com perigo dos nabantinos. E começava a despontar, em jogo jogado, uma figura que marcaria esta partida: Sudesh.

Os amarelos foram acertando as marcações e enredaram os tomarenses numa teia cada vez mais impenetrável, ao mesmo tempo tempo que emprestavam energia, entusiasmo e força ao seu jogo: dir-se-ia que não era a mesma equipa que fez um jogo apenas razoável frente ao Marinhais.

É verdade que, muitas vezes, é o adversário que faz a outra equipa, e pode dizer-se que a melhor formação dos unionistas acicatou os torrejanos: de repente, estávamos diante de uma grande partida de futebol, com contra-ataques repartidos, lançamentos de ruptura, grande vivacidade e jogo positivo de ambos os lados. O União foi mais vezes às linhas defensivas do Toprres Novas, desenhou melhores ataques mas, a pouco e pouco, os torrejanos foram-se equiparando aos da casa e o jogo nem parecia do distrital.

E não admira que, à passagem dos 30 minutos, fosse o Torres Novas a estar de perto de marcar, com Ricardo Major, isolado e com a baliza à sua mercê, a não cabecear da melhor maneira na sequência de um canto marcado no lado direito.

Faltava ao Torres Novas a geometria de ataque dos últimos metros, é verdade, e a acutilância de uma avançado eficaz, apesar do enorme esforço de Micael, grande na luta, e de Major. Mas sobrava aos amarelos uma linha defensiva onde a experiência de Pereira veio trazer tranquilidade e classe, num conjunto em que Dani, Dias, e Timor estiveram em grande nível, mas em que Sudesh foi gigante em classe, determinação e entrega ao jogo: o veterano atleta encheu o campo com uma exibição notável, cortando tudo o que havia para cortar, arrumando o jogo defensivo e colaborando nos lançamentos de ataque da equipa. Foi o homem do jogo.

A segunda parte decorreu na mesma toada e o Torres Novas entrou mais confiante, depois do que tinha feito na primeira metade. Não houve supremacia nabantina visível no segundo tempo, o jogo foi mais equilibrado e qualquer das equipas poderia ter marcado nas várias oportunidades com que cada uma contou.
É justo dizer que o União de Tomar rematou mais, atacou mais vezes e tomou o jogo nas suas mãos durante mais tempo do que os amarelos: mas estes foram grandes na resposta, cresceram à medida que o jogo se ia desenvolvendo e acabaram por fazer esquecer a ideia inicial de que os nabantinos eram os favoritos da partida.

Adivinhava-se o empate e, na verdade, faltaram os golos num jogo que engrandeceu as duas equipas e o futebol distrital, dirigido por uma equipa de arbitragem que realizou um trabalho exemplar.


NOTAS

Época após época, vai-se dizendo o que já foi dito dezenas de vezes por companheiros de outros órgãos de comunicação regional: é imperdoável que num estádio de uma cidade como Tomar não haja um sítio minimamente decente para que seja feito o trabalho de reportagem.

Por outro lado, e neste aspecto a questão diz respeito à AFS, não se compreende que não sejam dadas orientações aos clubes para afixarem uma simples folha de papel A4 com a formação das equipas e a constituição da equipa de arbitragem. É absolutamente ridículo que os colaboradores dos jornais, que graciosamente ajudam a divulgar a festa do futebol distrital e os seus protagonistas, tenham de andar a mendigar a alguém, nunca se sabe a quem, para que se disponha a revelar aquilo que é básico que seja divulgado. Falta, nesta crónica, a identificação da equipa de arbitragem, e outros detalhes relacionados com as substituições. Pode ser que a AFS entenda que isto é importante para o futebol.

 

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Associação do Património denuncia abate de choupos na Ribeira »  2019-04-17 

 Ontem, dia 16 de Abril, foram cortados pela base vários choupos em bom estado, junto ao mouchão do rio Almonda, na ponte entre as Ribeiras. Mais cinco árvores estarão marcadas para abate, todas árvores de grande porte, sem sinais evidentes de doença ou secura, e com funções ecológicas relevantes, denuncia a Associação do Património de Torres Novas em comunicado de hoje, 17 de Abril.
(ler mais...)


Associação Protectora dos Animais tem novos corpos sociais »  2019-04-06 

Foram eleitos ontem, dia 5 de Abril. os novos órgãos sociais da Associação Protectora dos Animais de Torres Novas (APA) para o triénio 2019-2022. A direcção continua a ser presidida por Rosário Pires Bento, que lidera a APA desde 2013, anuncia nota de imprensa da associação.
(ler mais...)


Pedro Triguinho absolvido em processo da Fabrióleo »  2019-03-22 

Pedro Triguinho, activista do movimento ambientalista Basta!, de Torres Novas, foi absolvido na sexta-feira, no Tribunal de Torres Novas, num processo em que era acusado de difamação por uma então administradora da empresa Fabrióleo, que lhe moveu a acção a título pessoal.
(ler mais...)


Pias Longas: trabalhos no aterro continuam, vereador do ambiente nada diz »  2019-03-13 

Os trabalhos relacionados com a ampliação do aterro do topo sul da pista do aeródromo de Pias Longas, situado na fronteira entre os municípios de Ourém e Torres Novas, continuam em marcha, isto apesar de uma fiscalização da câmara de Torres Novas ter confirmado, logo na altura da denúncia por este jornal, que milhares de toneladas de pedras e terra estavam a ser despejadas para dentro da território do concelho de Torres Novas numa área de elevado potencial ambiental e que integra a Reserva Ecológica Nacional.
(ler mais...)


Alterações climáticas: Maria Lamas promove aula aberta no auditório municipal »  2019-03-08 

Dando sequência a idêntica iniciativa do ano transacto, a escola Maria Lamas volta a promover uma aula aberta, desta vez no auditório municipal (edifício da biblioteca Gustavo Pinto Lopes), e sob o tema “Alterações climáticas e biodiversidade”.
(ler mais...)


O triunfo dos porcos: só câmara pode impedir mega-suinicultura »  2019-03-04 

Depois de amanhã, o executivo municipal vai ser chamado a deliberar sobre um assunto de enorme importância ambiental para o concelho: a instalação de uma suinicultura na Quinta de Caniços, freguesia de Brogueira, a dois passos da Reserva do Paul e perto de povoações.
(ler mais...)


Maioria quer gastar mais de 600 mil no Rossio em mais uma obra inútil »  2019-02-28 

Não se pinta um único banco de jardim há anos, as pontes do jardim das rosas estão interditas, à volta do castelo é só ruína, há calçadas e passeios escavacados por todo o lado, nada é mantido.
(ler mais...)


A Tasca: nova vida com Paulo Emílio »  2019-02-21 

Durante uns anos restaurante de referência de Torres Novas em tempo do consulado do fundador, Vítor Alves, A Tasca passou depois por algumas experiências, umas melhores outras nem por isso, pois na realidade nenhuma delas teve a duração que permitisse consolidar uma proposta ou uma ideia para a casa situada na velha Rua da Corrente, bem pertinho da Ponte do Raro.
(ler mais...)


Aeródromo de Pias Longas: aterros invadiram reserva ecológica do concelho »  2019-02-21 

Poderá estar em marcha um enorme atentado ecológico contra o território do concelho e uma acção que põe em causa o Estado de direito. O avanço dos aterros, segundo os limites administrativos entre Torres Novas e Ourém (a autarquia ouriense serve-se, ao que parece, de outra linha divisória) entrou cerca de 200m no concelho de Torres Novas, perfazendo uma área de implantação de cerca de 20 000 metros quadrados.
(ler mais...)


Festival do Cogumelo da Parreira: Chakall, Marco Costa e Rouxinol Faduncho »  2019-02-12 

De 1 a 3 de março, o cogumelo é de novo a estrela à mesa da III edição do Festival do Cogumelo que junta gastronomia, animação musical, bares, artesanato, cozinha ao vivo e, claro, exposição de produtores e agentes económicos do setor,  um evento de dinamização e promoção territorial, organizado em parceria pelo Município da Chamusca e pela União de Freguesias de Parreira e Chouto.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2019-04-06  Associação Protectora dos Animais tem novos corpos sociais
»  2019-04-17  Associação do Património denuncia abate de choupos na Ribeira