• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
Directora: Inês Vidal   |     Segunda, 20 de Novembro de 2017
Pesquisar...
Qui.
 22° / 12°
Períodos nublados
Qua.
 21° / 8°
Céu nublado
Ter.
 21° / 7°
Períodos nublados
Torres Novas
Hoje  22° / 8°
Claro
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Caso Microsoft: jornal “i” envolve CIMT, Rodrigues e Céu Albuquerque

Sociedade  »  2017-09-12 

jornal deve ter confundido sete mil com sete milhões

Ou o jornal “i” arranja maneira de provar que António Rodrigues, depois da sua viagem à sede da Microsoft, em Seattle, em 2011, adjudicou sete milhões de euros de produtos informáticos daquela marca para o município de Torres Novas, ou o caldo está entornado para os lados do diário lisboeta.

Na edição do passado fim de semana, o jornal que já foi do Grupo Lena revelava que um grupo de autarcas, entre os quais António Rodrigues e Céu Albuquerque, presidente da câmara de Abrantes, viajaram aos Estados Unidos, onde estiveram às custas da Microsoft, e que depois as autarquias envolvidas subscreveram contratos de compra de software da Microsoft no valor de cerca de cinco milhões de euros. Segundo o “i”, secundado pelo Observador, jornal on-line de direita, os presidentes das câmaras de Famalicão, Cascais, Braga, Sintra, Abrantes, Sousel e Torres Novas viajaram até Seattle e após estas viagens, que nuns casos ocorreram em 2011 e noutros em 2014, celebraram contratos de aquisição de produtos da Microsoft no valor de quase 5 milhões de euros.

E aqui os números não batem certos, quando o “i” diz que num único contrato a câmara de Torres Novas comprou sete milhões de euros em produtos Microsoft.

Este tema tem sido muito alimentado pelos jornais “i” e Observador, que revelaram que vários autarcas viajaram em 2011 e em 2014 à sede da Microsoft, alguns com viagens pagas pelas respectivas câmaras, e que depois da estadia paga pela empresa, em Seattle, assinaram adjudicações de centenas de milhares de euros cada um em produtos informáticos da marca para as suas autarquias. Indirectamente, os artigos parecem querer estabelecer uma ligação entre as viagens à América e as mordomias recebidas pelos autarcas, e a compra posterior de produtos informáticos.

Isto na senda dos anteriores casos de governantes que foram à bola a Paris ver a equipa das quinas à pala da EDP e que, como se sabe, foram constituídos arguidos. Neste caso, presume-se, a investigação jornalísticas, que se baseia praticamente na espreitadela ao portal dos contratos do Estado e autarquias BaseGov, pretenderia, parece, estabelecer um nexo de causalidade entre as viagens e as prendas da Microsoft (alojamento e estadia) e a posterior compras de produtos ao gigante da informática.

No caso de Abrantes, é verdade que o município abrantino adquiriu, logo a seguir às referidas viagens de 2011, mais de 200 mil euros em produtos Microsoft, em contratos de 22 de Junho (74 mil euros), 2 de Agosto (53 mil euros) e 19 de Junho do ano seguinte (108 mil euros). Mas, no caso de Torres Novas, a BASEGOV, o tal sítio electrónico onde se registam os contratos, não aparece esse fabuloso contrato de sete milhões, mas apenas um de quase sete mil euros (6875 euros) e outro de 65 mil euros, que inclui também hardware, ambos em 2011. Se calhar, o diário confundiu sete mil euros com sete milhões de euros.

Comunidade dos milhões

Esta confusão de números do “i” deve relacionar-se com a confusão feita entre os cargos de presidentes de câmara, quer de Rodrigues quer de Céu Albuquerque, e o posterior desempenho do cargo de presidente da Comunidade Urbana do Médio Tejo (CIMT), em que a autarca de Abrantes sucedeu a António Rodrigues em 2013, e que ambos acumularam.

De facto, a Comunidade Urbana do Médio Tejo (CIMT), cujas adjudicações de serviços para os mais variados e (alguns) extravagantes) fins navegam facilmente para números surpreendentes, também está metida no assunto levantado pelo "i", até porque muitas das adjudicações de diversa índole são feitas por esta entidade para os municípios associados, cabendo depois aos próprios municípios transferir as verbas das suas participações nos negócios, evitando-se assim o escrutínio local das decisões, que costuma causar aborrecimentos por ainda haver partidos da oposição.

E, na verdade, em 2011, era António Rodrigues líder máximo da CIMT, foi efectuada uma compra de serviços/contrato de licenciamento de software Microsoft no valor de mais meio milhão de euros (497 mil mais IVA), software esse destinado a vários municípios do chamado Médio Tejo. E, passados dois anos, já Céu Albuquerque tinha sucedido a Rodrigues aos comandos da CIMT, adquiriu a autarca "manutenção de software Microsoft", mais 191 mil euros mais IVA, em contrato rubricado a 16 de Março de 2013, desta vez para o seu município de Abrantes. Em 2015, a Comunidade fez rolar mais cerca de meio milhão de euros (443 mais IVA) para serviços de manutenção do licenciamento de software, ao abrigo do “Acordo Microsoft”. Portanto, meio milhão para compra de software para a CIMT por Rodrigues em 2011 e, passados três anos, mais meio milhão para “serviços de manutenção”, agora por Céu Albuquerque e também para a CIMT. A estas verbas, somam-se mais 191 mil euros pelo meio para aligeirar a travessia, contrato para a câmara de Abrantes (26 de Março de 2013), e ainda os mais de 200 mil euros também da CM Abrantes, já referidos, em 2011 e 2012: e foi quanto a geringonça informática desta zona deu a ganhar à Microsoft, só no eixo Torres Novas/Abrantes com passagem pela CIMT.

As viagens de Rodrigues e Céu Albuquerque a Seattle realizaram-se em 2011 por conta da CIMT, tendo cabido à Microsoft, ainda segundo as “investigações” dos diários da capital, o pagamento da estadia em hotel e alimentação, no valor de 750 dólares por cabeça.

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Primeiro-ministro de Cabo Verde visitou “Lusitana” em Riachos »  2017-11-19 

Depois de ter chegado a Torres Novas, na quinta-feira, o primeiro-ministro de cabo Verde, Ulisses Correia, foi recebido na Turrisconta, empresa de contabilidade do antigo presidente da câmara, António Rodrigues, de quem partiu o convite para a visita, aliás como tinha sucedido há escassos meses com Xanana Gusmão.
(ler mais...)


Futebol: sorte macaca dos “amarelos” em Amiais (2-0) »  2017-11-19 

CD AMIENSE 2 CD TORRES NOVAS 0
Campos da Azenha, Amiais de Baixo, 18/11/17

CD AMIENSE: Chico; P. Lista, Leo G., Parreira, Costinha, Luís (Fábio), Tico, N. Tiago, Miguel, Ganso e Leo Silva (Arnaldo).
(ler mais...)


Marca reforça aposta em produtos ecológicos para uso doméstico »  2017-11-14 

A Renova reforça a sua oferta de produtos ambientalmente responsáveis com o lançamento da nova gama “Renova Love & Action”, composta por produtos distinguidos com o rótulo ecológico da União Europeia numa nova aposta da marca pioneira no sector em soluções ecológicas.
(ler mais...)


Jorge Traquina:”Minudências” num pequeno-grande livro de poesia »  2017-11-12 

Jorge Traquina da Silva está em Torres Novas há tanto tempo que se diria um torrejano de sempre, mas este improvável e talentoso poeta, nascido em Abrantes em 1959, pelas sombras melancólicas das vielas torrejanas vai encontrando a inspiração existencial que se desdobra depois em pequenas histórias de ver o mundo todo com uma enorme lucidez, ironia, graça e inteligência.
(ler mais...)


Diabetes uma doença em plena expansão - I »  2017-11-11  »  Juvenal Silva

A diabetes é uma doença em plena expansão e, de acordo com o relatório global da Organização Mundial de saúde divulgado em 7/4/2016, desde 1980, o número de pessoas com diabetes quadruplicou e atingiu os 422 milhões de pessoas em 2014.
(ler mais...)


Maria Lamas - vida e obra em exposição na Assembleia da República »  2017-11-08 

O presidente da Asssembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, fez ontem o discurso de abertura da exposição "Maria Lamas - Mulheres, Paz, Liberdade", patente no palácio de São Bento até meados de Dezembro.
(ler mais...)


Vou ali salvar uma velhinha, e já venho »  2017-11-05 

Há histórias bonitas, que demonstram o que de melhor há no ser humano: a solidariedade. Numa semana marcada por violência, agressividade e desprezo pelo outro (leia-se o espancamento na noite/manhã de Lisboa), em Torres Novas há um enredo oposto.
(ler mais...)


Torres Novas: IMI fixado nos 0,38% para 2018 »  2017-11-03 

A Câmara Municipal de Torres Novas deliberou, na sua reunião de terça-feira (dia 31), manter a taxa de Imposto sobre Imóveis (IMI) nos 0,38% em 2018, a aplicar a todos os proprietários de imóveis no concelho, avaliados nos termos do Código do IMI.
(ler mais...)


Golegã volta a agitar-se com a feira de São Martinho »  2017-11-01 

“Reza a lenda que um cavaleiro gaulês, de nome Martinho, ao regressar a casa no meio de uma tempestade encontrou a meio do caminho um mendigo que lhe pediu uma esmola. O cavaleiro retirou das costas o manto que o aquecia, cortou-o ao meio com a espada e deu-o ao mendigo.
(ler mais...)


Entroncamento: petição pública reclama mais segurança »  2017-11-01 

No site www.peticaopublica.com está a ser subsrito um documento intitulado “Entroncamento Mais Seguro”, na qual se reclama, tal como o nome indica, uma cidade mais segura. Na petição, já assinada por mais de 500 pessoas, refere-se que o Entroncamento “é uma cidade insegura” e que há pessoas que, à noite, já não saem à rua.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 10 dias)
»  2017-11-12  Jorge Traquina:”Minudências” num pequeno-grande livro de poesia
»  2017-11-19  Futebol: sorte macaca dos “amarelos” em Amiais (2-0)
»  2017-11-14  Marca reforça aposta em produtos ecológicos para uso doméstico