• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
Directora: Inês Vidal   |     Segunda, 22 de Janeiro de 2018
Pesquisar...
Qui.
 14° / 7°
Céu nublado com chuva fraca
Qua.
 15° / 6°
Céu nublado
Ter.
 17° / 7°
Períodos nublados
Torres Novas
Hoje  17° / 9°
Céu nublado
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

“Ti António” leva DIM da Assembleia com votos contra do Bloco (corrigida)

Sociedade  »  2017-07-13 

Empresa de resíduos perigosos é de Outeiro Pequeno

Estão a gozar com a nossa cara”, disse António Gomes, do BE

 A apreciação de vários pedidos de Declarações de Interesse Municipal (DIM), por parte de várias empresas do concelho, com vista a regularizarem, em grande parte dos casos, obras não licenciadas por terem sido realizadas de forma ilegal, constituía o assunto mais importante da assembleia municipal de Torres Novas, realizada na passada terça-feira.

O caso mais polémico dizia respeito à empresa de carnes “Ti António” que, conforme o JT noticiou, já tinha sido beneficiada com uma DIM em finais de 2015 para regularizar construções que não estavam licenciadas ate aí e que, agora, vinha pedir uma nova DIM, em forma de “aditamento”, para regularizar construções executadas no início deste ano de 2017 e que mereceram uma notificação da fiscalização camarária e a competente contra-ordenação, com vista à aplicação de uma multa, para além do embargo das obras, obrigatório nestes casos, procedimento este que se desconhece, em boa verdade, se foi executado pelo presidente da câmara conforma a lei manda.

O relatório dos serviços técnicos da câmara começa por induzir em erro quem o analisa, disse António Gomes, do BE, pois o aumento da área das construções que a empresa queria agora legalizar ao abrigo de uma lei de excepção se cifra em 39% da área actual e não em 19%, como escreve o técnico camarário. Gomes afirmou que esta atitude da empresa “Ti António”, de “construir obras clandestinas” depois de ter recebido uma DIM, aprovada pela câmara e pela assembleia, “é gozar com a nossa cara”. O vogal bloquista defendeu que aprovar o novo pedido da empresa era estar a utilizar duplicidade de critérios e que, quem aprovasse o pedido, estaria “a dar um tiro no pé”, referindo-se indirectamente ao caso da Fabrióleo.

José Luís Jacinto, do PSD, veio em socorro de António Gameiro, o proprietário da empresa, afirmando que “é muito boa pessoa”, “é de Torres Novas e tem de ser ajudado”, defendendo que as suiniculturas não poluem e que “o Bloco de Esquerda deve ter alguma coisa contra os porcos”, embora não se tenha referido às obras em causa, nem à contra-ordenação que foi movida à empresa. Arnaldo Santos, também da bancada do PSD perguntou como estava o processo de contra-ordenação, tendo o vice-presidente Luís Silva afirmado que “o processo está concluído”. Mais uma vez, nem o responsável do pelouro nem o presidente esclareceram como na realidade está o processo, se houve multa, se ela foi paga ou contestada pela empresa, tal como fez a Fabrióleo, se houve embrago das obras.

A CDU não teceu comentários à questão, remetendo a sua posição para uma declaração de voto a anexar à acta da sessão. Posta à votação, a DIM pedida pela “Ti António” foi aprovada pelos votos do PS, PSD, CDS e presidentes das juntas, a abstenção da CDU e o voto contra do Bloco de Esquerda.

Outro pedido de DIM dizia respeito a uma empresa de resíduos instalada no centro da aldeia de Outeiro Pequeno, cujo relatório técnico dos serviços camarários apontava para altos índices de perigosidade. A empresa trabalha com resíduos perigosos e está instalada no centro da própria povoação (imagem da foto), a actividade é susceptível de contaminar o sub-solo, mas o presidente da junta da freguesia de Assentis, Leonel Santos, disse: ”Quem nos dera que houvesse mais empresas como esta”.

Segundo o relatório técnico do processo, “verifica-se que o estabelecimento se localiza na rua Principal do aglomerado urbano de Outeiro Pequeno (…) acarreta inconvenientes para a população, destacando-se o ruído provocado pela actividade e o tráfego pesado (…) Considera-se a localização do estabelecimento como desfavorável. Destaca-se, por um lado, a inserção num núcleo urbano com os inerentes inconvenientes sobre a população e, por outro, o facto de a gestão de resíduos perigosos ser uma actividade com elevado risco de poluição e de contaminação do solo e, consequentemente, das águas subterrâneas” .

António Gomes, do BE, alertou para a existências de dois CIRVER, na Chamusca, centros dedicados exactamente ao processamento de resíduos perigosos, destinados a absorver esses resíduos e permitir retirar essas actividades de locais menos próprios, ou escandalosamente impróprios, como seja o centro de uma povoação, mas não comoveu a maioria. O pedido de DIM foi aprovado pelo PS e presidentes das juntas, o PSD deixou passar abstendo-se, a CDU e o Bloco votaram contra.

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Torres Novas apela à unidade do Ribatejo - autarca de Almeirim reage confuso »  2018-01-18 

A unidade dos concelhos do antigo distrito de Santarém, em qualquer quadro de reforma do território que venha a acontecer, mereceu a concordância da maioria dos eleitos da assembleia municipal de Torres Novas. A moção foi aprovada no passado dia 12, com votos do PS, BE, PSD, CDS e autarcas das freguesias.
(ler mais...)


CHMT: Governo injecta oito milhões para redução da dívida »  2018-01-11 

O Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), que integra as unidades hospitalares de Torres Novas, Tomar e Abrantes, tem em curso um aumento de capital em mais de oito milhões de euros “que será utilizado exclusivamente no pagamento de dívida vencida”, refere o gabinete de imprensa desta organização.
(ler mais...)


Yoga para bebés, no Entroncamento »  2018-01-11 


O município do Entroncamento promove um ciclo de Yoga para crianças, decorrendo as primeiras sessões já no próximo sábado, dia 13 de Janeiro, realizando-se as outras sessões nos dias 3 de Fevereiro e 3 de Março.
(ler mais...)


Poderes e interesses ameaçam a cidadania »  2018-01-05 

Os poderes instituídos e os altos interesses parecem estar sem freio, ameaçando cidadãos por “delito de opinião” com armas desproporcionadas. A imprensa local, tida como mais frágil e sensível à pressão dos poderes, parece estar também na mira de quem acha que pode tudo.
(ler mais...)


CDU e Bloco manifestam-se contra encerramento de balões e CTT na região »  2018-01-04 

As estruturas distritais da CDU e do BE manifestaram-se, esta quinta-feira, contra o encerramento de balcões dos CTT em Alferrarede (Abrantes) e Alpiarça. Numa nota de imprensa, a CDU reclama o regresso à esfera pública dos CTT e o regresso do serviço postal “público, universal e de qualidade”.
(ler mais...)


Golegã: fábrica de vinagres começa ano com lançamento de novo produto »  2018-01-04 

A fábrica de vinagres e molhos da Golegã, a Mendes e Gonçalves – que detém a marca Paladim -, começa o ano de 2018 com lançamento de um novo produto no mercado dos vinagres. Trata-se se um vinagre de Sidra “100% natural e saboroso” e que, segundo a empresa, procura ir “ao encontro da tendência mundial da procura de produtos não processados e naturais”.
(ler mais...)


Constância: requalificação da frente ribeirinha previstas nas GOP »  2018-01-04 

As Grandes Opções do Plano (GOP) da câmara municipal de Constância, para 2018, prevêem, entre outros projectos, a reconversão da frente ribeirinha (margem do rio Zêzere) de Constância. Trata-se de um espaço privilegiado que, no Verão, é procurado por muita gente para momentos de lazer.
(ler mais...)


Ministro da Administração Interna vem a Santarém assinar protocolo de projecto-piloto para redução da acidentes rodoviários »  2018-01-04 

Eduardo Cabriata, recém-empossado ministro da Administração Interna, vem a Sanatrém na próxima terça-feira, dia 9 de Janeiro, presidir à cerimónia de apresentação do projecto para a promoção da segurança rodoviária na região da Lezíria do Tejo, bem como assinar protocolos com os municípios daquela região.
(ler mais...)


ÚLTIMA HORA Morreu Joaquim Canais Rocha »  2018-01-02 

Joaquim Canais Rocha, que contava 82 anos, morreu hoje,  terça-feira, dia 2, no hospital de Tomar onde se encontrava internado há algum tempo.

Figura histórica da imprensa local, Canais Rocha começou a trabalhar ainda muito jovem na velha tipografia do jornal O Almonda do largo do Salvador, onde se iniciou na profissão de tipógrafo.
(ler mais...)


Mitsubishi Fuso ofereceu três viaturas 4x4 a bombeiros »  2017-12-25 

A Mitsubishi Fuso Truck Europe, situada em Tramagal e pertencente ao Grupo Daimler, entregou na sexta-feira, 22 de Dezembro, três viaturas Canter 4x4 doadas pela empresa às Corporações de Bombeiros de Castanheira de Pera, Pedrogão Grande e Figueiró dos Vinhos.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 10 dias)
»  2018-01-18  Torres Novas apela à unidade do Ribatejo - autarca de Almeirim reage confuso