• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Domingo, 22 Setembro 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Qua.
 23° / 13°
Períodos nublados
Ter.
 25° / 14°
Céu nublado com chuva fraca
Seg.
 25° / 12°
Períodos nublados
Torres Novas
Hoje  23° / 14°
Períodos nublados com chuva fraca
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Opções

Opinião  »  2019-02-21  »  Anabela Santos

"Se o pessoal lhes dá votos, é porque dá resultado. Seremos todos irresponsáveis? "

E de repente, quando somos agradavelmente surpreendidos por um montante razoável em euros de que não estávamos à espera, a reação é de espanto e de alegria. Faz falta, é sempre bem vindo.

A partir do momento em que recebemos tão agradável notícia, impõe-se um pensamento … o que fazer com todo o dinheiro recebido?
O mais correto e consciente seria poupar, mas como há tantas coisas pendentes que nunca foram resolvidas por não haver essa tal quantia, a hipótese da poupança põe-se logo de parte.

Deixa ver… Preciso de uma pintura em toda a casa, principalmente, nos quartos, substituir o rodapé, afagar o soalho que está em péssimo estado por causa do cão, mudar o móvel da casa de banho, um micro-ondas novo, pagar a carta de condução do miúdo, substituir os sofás, comprar um novo computador e, por toda a vida stressante que levo, fazer uma viagem até Bali para repor energias.

Ora, o mais importante é, sem dúvida, a pintura da casa, os rodapés o móvel da casa de banho e o soalho, pois é indispensável a manutenção da casa tendo em conta que, em princípio, será nela que irei viver o resto dos meus dias. Mas gostava tanto de ter uns sofás novos, a sala ficava muito mais bonita. Queria um micro-ondas mais moderno, a última “era” dos computadores que iria facilitar o momento da escrita dos meus textos e uma viagem ficará para sempre na minha memória. E agora?

Nem penso duas vezes, ou melhor, já pensei mas o pensamento foi rápido. Tenho o dinheiro, vou gastar não no que é o mais importante, mas no que me vai fazer sentir bem. Embelezar a minha casa e proporcionar bons momentos à minha pessoa.
A pintura, o rodapé, a casa de banho e o soalho ficam para depois. Não vai haver, com certeza, o azar da casa vir abaixo.
Pronto, ok, concordo, sou mesmo irresponsável, mas “bolas” o nosso executivo municipal, também toma opções parecidas e sai a ganhar. Quer dizer, penso eu. Se o pessoal lhes dá votos, é porque dá resultado. Seremos todos irresponsáveis?

Então é assim … se depois de terem recebido uma generosa quantia devido às cobrança do IMT, imposto municipal incidente sobre as transmissões onerosas de bens imóveis, o nosso presidente da Câmara e digníssimos vereadores decidiram utilizar parte do dinheiro a embelezar a nossa cidade, nomeadamente, avançar com as obras (necessárias mas não urgentes) no largo General Humberto Delgado, o nosso Rossio, em vez de ter olhado, por exemplo, para as estradas do concelho que precisam urgentemente de ser pavimentadas e necessitam de manutenção (os “risquinhos brancos” fazem-me tanta falta quando conduzo), ou decidir ajudar instituições que lutam todos os meses para cumprir obrigações e conseguir algum desenvolvimento que traga melhores condições para os seus utentes, ou ainda, apoiar de forma mais eficaz os clubes e associações locais … eu também posso fazer a minha opção, mesmo que um pouco irresponsável.
Assim, bora lá todos gastar o dinheiro!
No entanto, não posso acabar sem dar os parabéns ao nosso executivo por ter como primeira opção a reabilitação de imóveis no centro histórico. Opção responsável!

 

 

 Outras notícias - Opinião


Descalabros, duelos, metamorfoses e Inferno »  2019-09-07  »  Jorge Carreira Maia

O DESCALABRO DA DIREITA. As sondagens têm vindo a indicar que a direita democrática está à beira de um resultado desastroso, por volta dos 25%, somando velhos e novos partidos.
(ler mais...)


O nome da terra, por João Carlos Lopes »  2019-09-06  »  João Carlos Lopes

É sintomático que, em tempo de eleições, nenhum dos partidos tenha dito uma palavra sobre essa vaca sagrada que é o futebol e sobretudo acerca do estado de guerra em que as claques dos “três grandes” transformam as terras por onde passam.
(ler mais...)


Turismo ou nem por isso »  2019-09-05  »  António Gomes

A época que atravessamos é propicia à reflexão sobre esta actividade económica, o turismo.
O turismo, como toda a gente sabe, atravessa em Portugal um período particularmente estonteante. São as grandes metrópoles as mais beneficiadas com tal actividade, é lá que se encontram as maiores fontes de atracção e é lá que as infraestruturas estão mais adaptadas e melhor respondem às solicitações.
(ler mais...)


Antiga Fábrica de Fiação e Tecidos: sonho ou possível realidade? »  2019-08-25  »  Anabela Santos

Falar da valorização de um espaço que é tão importante para uma grande parte dos torrejanos é imperativo mas não é novidade.
Já muitos falaram e escreveram sobre o assunto, desejando que alguma mente iluminada e com vontade de fazer o melhor pela cidade tome alguma iniciativa no sentido de valorizar o património arquitectónico e histórico de uma fábrica que deu tanto à nossa cidade.
(ler mais...)


Repuxos, por Inês Vidal »  2019-08-25  »  Inês Vidal

Esta malta dos jornais é lixada. Parece que está do contra, sempre a dizer coisas. Ou então é de esquerda, só pode. Atrevem-se a noticiar as coisas que acontecem, esses filhos da mãe. Caso contrário, íamos fazendo as coisas à mesma, a nosso bel-prazer, mas ninguém dava por elas ou as questionava.
(ler mais...)


A greve dos motoristas »  2019-08-23  »  Jorge Carreira Maia

PÔR O REGIME À PROVA. Na greve dos motoristas de matérias perigosas coincidiram duas vertentes que, para os próprios interessados, não deveriam ter coincidido. A luta laboral por reivindicações que merecerão respeito e um desafio às instituições políticas e ao regime.
(ler mais...)


À mulher de César não basta ser séria… »  2019-08-09  »  António Gomes

Vem isto a propósito da aquisição de imóveis pela Câmara de Torres Novas, sitos em Riachos. Só o BE votou contra.

Os proprietários propuseram a aquisição e a Câmara comprou.
(ler mais...)


Bons Sons »  2019-08-09  »  Inês Vidal

Treze anos, dez edições, uma aldeia em manifesto. Arrancou ontem, dia 8, mais uma edição do festival Bons Sons, que anualmente traz a Cem Soldos, concelho de Tomar, milhares de pessoas e música, muita música portuguesa.
(ler mais...)


Carteiro »  2019-08-09  »  Ana Sentieiro

A genética é, de facto, uma coisa incrível! Contudo, no meu caso, a genética desempenha mais o papel de progenitor ausente, que se esquece do meu aniversário, não sabe o meu número de telemóvel e saca duas notas de vinte da carteira de pele quando está folgado e diz, “Para te divertires, mas não digas à tua mãe!”.
(ler mais...)


Livros para férias »  2019-08-09  »  Jorge Carreira Maia

COMO MORREM AS DEMOCRACIAS. Autores Steven Levitsky & Daniel Ziblatt, ambos professores em Harvard. Uma reflexão com incidência americana, mas apoiada no estudo das mortes da democracia nos anos trinta do século passado, na Europa, e nos anos 60 e 70, também do XX, na América Latina.
(ler mais...)

 Mais lidas - Opinião (últimos 30 dias)
»  2019-08-25  »  Inês Vidal Repuxos, por Inês Vidal
»  2019-08-23  »  Jorge Carreira Maia A greve dos motoristas
»  2019-08-25  »  Anabela Santos Antiga Fábrica de Fiação e Tecidos: sonho ou possível realidade?
»  2019-09-06  »  João Carlos Lopes O nome da terra, por João Carlos Lopes
»  2019-09-07  »  Jorge Carreira Maia Descalabros, duelos, metamorfoses e Inferno