• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
Directora: Inês Vidal   |     Terça, 17 de Julho de 2018
Pesquisar...
Sex.
 27° / 16°
Períodos nublados
Qui.
 26° / 16°
Céu nublado
Qua.
 26° / 16°
Céu nublado
Torres Novas
Hoje  30° / 16°
Períodos nublados
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Tomar: Quinta do Bill festejou 30 anos e carreira “em casa”

Cultura  »  2017-07-15 

“Foram 30 aninhos que passaram a correr e sempre com o apoio das gentes de Tomar”, foi o que começou por dizer Carlos Moisés, compositor e vocalista da banda se formou-se em 1987, em Valdonas, no concelho de Tomar.

A Praça da República, em Tomar, foi o local escolhido para o concerto comemorativo dos 30 anos de carreira do grupo musical mais mediático daquele concelho, a Quinta do Bill. Decorreu ontem, sexta-feira, dia 14 de Julho, num palco aberto que teve como pano de fundo o edifício dos Paços do Concelho cuja fachada foi inteligentemente iluminada. Foi o cenário ideal e com o qual a banda graciou os seus conterrâneos com um concerto gratuito que levou muita gente a celebrar a festa da música.

Na verdade os espectáculos que a “Quinta” tem dado, de alguma forma, têm também sido de comemoração destes 30 anos de muita música, histórias, concertos e de grande evolução musical.
Há 10 anos, em 2007, Tomar foi igualmente palco da grande comemoração dos 20 anos de carreira da banda, num concerto que acabou por dar origem a um CD e DVD – “Quinta do Bill – 20 anos ao vivo”.

Com um som muito característico, o tal folk-rock que tão bem soa aos ouvidos, a banda de Carlos Moisés, Paulo Bizarro, Carlos Calado, Dalila Marques, Jorge Costa e Miguel Urbano apresentou algumas das canções mais recentes e, inevitavelmente, apresentou alguns dos seusmais emblemáticos temas musicais.

Formada em 1987, a Quinta do Bill lançou, até hoje, 9 álbuns de originais e é responsável por canções incontornáveis, como “Os Filhos da Nação”, “Se te amo”, “Voa” ou “No Trilho do Sol”.

O primeiro álbum da banda, “Sem Rumo”, foi editado em 1992. Seguiu-se “Os Filhos da Nação” (1994), que conquistou grande notoriedade nacional e levou a banda a marcar presença em vários programas de televisão e de rádio. Em 1996, lança “O Trilho do Sol” que, à semelhança do seu anterior, foi um sucesso de vendas. O seu mais recente trabalho é “Todas As Estações”, álbum de originais lançado em 2016.

Com vários discos de ouro já conquistados e uma carreira marcada por concertos históricos, como o da Avenida dos Aliados, no Porto, que juntou mais de 100 mil pessoas, a Quinta do Bill é uma das bandas mais marcantes da música portuguesa.

 

 

 Outras notícias - Cultura


O gajo de Benfica apaixonado pela alentejanita »  2018-07-11 

É uma gaiata de cintura fina, curvas generosas, redondinhas, sensuais: foi por ela que João Morais, curtido e calejado rocker da selva urbana de Benfica, se apaixonou, paixão improvável, uma luz que se acendeu numa noite de calmaria na campina alentejana.
(ler mais...)


Torres Novas: Prémio Maria Lamas entregue no domingo, dia 8 de Julho »  2018-07-03 

Realiza-se no domingo, dia 8 de Julho (Dia da Cidade), a cerimónia de entrega  do Prémio Maria Lamas, relativo à edição de 2018, que terá lugar na biblioteca municipal Gustavo Pinto Lopes, às 18 horas.
(ler mais...)


Vítor Xarepa vai cantar ao Museu Carlos Reis »  2018-06-21 

Para assinalar os 81 anos da fundação do museu-biblioteca de Torres Novas, vão realizar-se diversas actividades no Museu Municipal Carlos Reis (MMCR), no âmbito de um programa especial para o efeito.
No dia 20 de junho, o MMCR participa no programa nacional da organização “Portas Abertas”, realizando-se visitas às reservas do Museu Municipal: às 10h30 à reserva arqueológica municipal, na antiga escola de Rodrigos e às 16h visita às reservas do próprio Museu municipal Carlos Reis.
(ler mais...)


Ainda a tempoEmodo, amanhã, na BOT »  2018-05-11 

Mais uma oferta cultural para amanhã, sábado, em Torres Novas: nada mais nada menos que a actuação do grupo riachense tempoEmodo, pelas dez horas da noite, na sede da Banda Operária Torrejana.

A carismática banda, formada ainda nos finais dos anos 70 do século passado, e que deixou para a posteridade um LP que é referência da progrock portuguesa, regressou aos palcos há uma dúzia de anos depois de um hiato de quase uma vida.
(ler mais...)


Riachos: bombas sobre o Irão, “Intifado” contra a ordem vigente »  2018-05-10 

Enquanto não caem bombas sobre a antiga Pérsia, as brigadas anti-militaristas atacam em Riachos no sábado, dia 12, um “intifado” da paz contra as convenções da música bem comportada e arrumadinha nos “géneros” da ordem estabelecida.
(ler mais...)


Atalaia: arte urbana de Vhils homenageia oleiros »  2018-04-23 

Está concluída a primeira intervenção artística em espaço público no âmbito do projecto ARTEJO. A obra do artista português Alexandre Farto (Vhils) foi executada nos últimos dias e já pode ser apreciada pelo público na Atalaia, concelho de Vila Nova da Barquinha.
(ler mais...)


Bons Sons: radiografia de um amor de verão »  2018-04-15 

Há várias dimensões a analisar quando se trata de avaliar um festival e o BONS SONS passa com distinção em todas. O estudo realizado junto do público do festival mostra que há todo um país a convergir a Cem Soldos, em Agosto.
(ler mais...)


Jorge Fazenda lança livro de memórias dia 21 »  2018-04-06 

“Nas longas caminhadas por montes e vales que diariamente fazia nos arredores, travava conhecimento com um mundo fantástico que, aos poucos, ia substituindo aquele a que toda a vida julgara pertencer”: não se sabe onde fica a elevação em que se ergue uma antiga árvore agora confidente do autor e, mais que isso, criatura irmã de uma vida finalmente reconfigurada e atada aos fios das gerações anteriores, não só de homens e mulheres, mas também de outras plantas e árvores, bichos, cheiros, ventos, aragens e sombras.
(ler mais...)


Barquinha: boa música com Pedro Jóia e Sopa da Pedra »  2018-04-06 

A igreja matriz da Atalaia vai ser o palco para a actuação do virtuoso e multifacetado guitarrista Pedro Jóia, no próximo dia 14 Abril, pelas 22 horas.
“Observar Pedro Jóia e a sua guitarra é vislumbrar um único corpo.
(ler mais...)


Teatro Virgínia: “Sopro, um solo de dança”, por Sofia Neuparth »  2018-02-28 

Sofia Neuparth e o c.e.m. – centro em movimento, trazem ao Teatro Virgínia um solo de dança, acompanhado de conversa, no dia 10 de Março, às 21h30.
Segundo Sofia Neuparth, «Sopro é um estudo do nascer do gesto que traz ao encontro a alegria de ser movimento! Não se é corpo sozinho.
(ler mais...)

 Mais lidas - Cultura (últimos 10 dias)
»  2018-07-11  O gajo de Benfica apaixonado pela alentejanita